BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates
Home / Projeção Astral / Textos projetivos / Mensagem Espiritual II – O Jardim

Mensagem Espiritual II – O Jardim

Madrugada, 20 de setembro 2015.

Acordei na dimensão espiritual, em uma espécie de jardim, amplo e perfumado. A grama tinha uma tonalidade verde azulada, diferente de tudo que já tinha visto. As árvores eram muito altas e seus galhos conectavam-se com as outras arvores vizinhas. As flores eram de todas as cores possíveis: brancas, amarelas, vermelhas, roxas, com lindos cachos recheadas de pétalas. Havia ali outras plantas, diferentes, bem juntas como a demarcar outros trechos do bosque. Por toda extensão corria um lago de águas calmas que refletiam as cores da paisagem ao redor.  A beleza exuberante desse parque fez-me encher o peito de alegria e os pulmões de oxigênio. Parecia um menino que nunca tinha presenciado uma vista tão deslumbrante como aquela. Não me lembrava de existir um lugar parecido na terra. Era como uma pintura…

Minha mente começou a imaginar: Que lugar era esse? Quem teria construído tamanha beleza? O silencio era fabuloso, apenas quebrado pelo som das aves e dos insetos ao redor. Senti uma calma indescritível e ao mesmo tempo vigorar as minhas funções orgânicas. Notei próximo de mim um grande banco de madeira todo trabalhado, convidando-me a sentar. Reclinei-me confortavelmente e lembro-me de ter ficado por um bom tempo apreciando a vista.

Passado esse período, vi surgir à frente a imagem de uma pessoa caminhando em minha direção. Era um homem de cabelos brancos e barba aparada; tinha os olhos esverdeados e uma tez morena. Ele se aproximou com um cumprimento informal e sentou-se próximo a mim dizendo com alegria:

— É aqui que nós viemos descansar amigo, quando voltamos de nossas tarefas habituais.

Como vê esse não é apenas um jardim para se apreciar a beleza; é também fonte de energia que contém os lenitivos necessários para repor nosso corpo espiritual com tudo que ele precisa.

Eu pensava: onde já encontrei esse senhor? Por que ele fala como se já nos conhecêssemos?

Parecendo compreender minha confusão, e antes que pudesse perguntar alguma coisa, apresou-se a dizer:

— Veja onde está! Por tudo que o amigo pressente do mundo espiritual, não percebe que não pode ser a terra?

— Ah, disse com indecisão, agora vejo, estou fora do meu corpo físico, é isso?

—Sim, respondeu o simpático senhor, quando estamos tão intensos em um determinado lugar, esquecemos que existe outro…

— Mas quem é o senhor? Conhecemo-nos?

— Não se lembra, pois a lucidez que sente passa pelas conexões do cérebro espiritual com o cérebro físico, através da ligação com o cordão de prata… Nesse estágio você enxergará muito mais a sua realidade existencial, que é a de um corpo e uma vida na terra. Porem daqui a pouco, quando essa conexão se perder e esquecer-se temporariamente da vida de encarnado, poderá lembrar-se da ligação que tem comigo e com outros companheiros de tarefa espiritual. Mesmo assim, sua lucidez não será plena; entenderá que estamos vinculados, mas a historia que nos envolve e as razões desse trabalho não ficarão claros em sua consciência, pois que essas mesmas lembranças, certamente, iriam atrapalhar o bom andamento de sua vida na terra.

A nobre entidade aproximou-se de mim e continuou em voz branda:

— Aproveite a lucidez, amigo, logo ela irá desfazer-se, mas leve essa mensagem aos irmãos lá da terra: A de que todas as noites vocês saem do corpo para repor suas energias no plano espiritual, onde cada um simpatiza e merece habitar. Ali, encontram amigos, reveem suas vidas e suas histórias; alguns trabalham, outros se divertem, mas todos tem a oportunidade de estarem mais próximos da verdadeira morada. Deus assim permitiu, a fim de que, cada um pudesse, mesmo que inconscientemente, reviver e sentir a vida plena e não sofrer tanto quando nas mudanças provocadas pela morte e pelo nascimento.

Não me recordo do que se passou depois disso, apenas sei que acordei assustado. Levantei e comecei a andar pelo quarto em completa euforia. Senti o coração bater forte, descompassado… Enquanto tremia, procurei um lápis e papel para anotar essa experiência, antes que ela se apagasse para sempre.

-*-

Por: Júlio Nunes (Relato de experiência fora do corpo físico)

Check Also

luz brilho

Meditação na luz espiritual

É noite fria, é madrugada… E me deito para meditar. O tempo passa, na vibração ...

obsession-742335_1920

Mensagem Espiritual III- Desabafo

São tantas desavenças, nos constantes atritos com essas almas… Como são difíceis e duras as ...

homen silhueta

Somos os mesmos, na terra e no astral!

Caro amigo, Deixo-lhe essas poucas palavras com a satisfação de poder abraçar o teu Espírito ...

papoula

Mensagem aos Assistidos pela dor

Queridos Irmãos, que nessa hora sofrem as dores da carne… Estamos aqui pela misericórdia Divina, ...